As piores profecias do mundo tecnológico

A revista de informática T3 publicou um ranking com as dez piores profecias tecnológicas de sempre. Na lista figuram nomes bem conhecidos como Bill Gates, que, em 2004, garantiu que o «spam» iria acabar brevemente.

Aspiradores movidos a energia nuclear e cartas enviadas por foguetes foram outras promessas que ficaram pelo caminho.

Gates_Bill_talking05_14338

Fique com as dez piores profecias tecnológicas:

“O iPod nunca será sucesso”, Alan Sugar, fundador da Amstrad, fabricante inglesa de hardware, em 2005.

“Não é preciso ter um computador em casa”, Ken Olsen, fundador de Digital Equipment, en 1977.

“Os aspiradores impulsionados por energia nuclear serão uma realidade em 10 anos”, Alex Lewyt, presidente do fabricante de aspiradores Lewyt, en 1955.

“A TV não durará muito porque as pessoas se cansarão rapidamente de passar a noite olhando para uma caixa de madeira”, Darryl Zanuck, produtor de da 20th Century Fox, em 1946.

“Nunca se fabricará um avião maior do que este”, um engenheiro da Boeing, ao ver o Boeing 247, com capacidade para 10 passageiros, en 1933.

“Ninguém vai precisar mais do que 640 Kb de memória em seu PC”, Bill Gates, em 1981.

“Os norte-americanos precisam de um telefone. Nós, não. Nós temos mensageiros de sobra”, Sir William Preece, diretor da Agência Britânica de Correios, em 1878.

“O spam será erradicado em dois anos”, Bill Gates, em 2004.

“Acabaremos demonstrando que o Raio-X é um engodo”, Lord Kelvin, presidente da Royal Society, em 1883.

“A compra à distância, apesar de ser completamente possível, irá fracassar porque a mulher gosta de sair de casa, segurar a mercadoria, gosta de estar apta a mudar a sua intenção”, Revista Time, descartando as compras online antes mesmo de se ouvir falar nelas, em 1966.

“Aviões são brinquedos interessantes, mas não têm valor millitar”, Marechal Ferdinand Foch, professor de estratégia da Escola Superior de Guerra da França, em 1904.

“Eu viajei por todos os cantos deste país e conversei com as melhores pessoas, e posso assegurar a vocês que o processamento de dados é uma moda e não vai durar até o final do ano”, Editor responsável por livros de negócios da Prentice Hall, em 1957.


Anúncios

2 Respostas

  1. Pois é, o q eu faço com meu aspirador agora, do pro meu sobrinho brincar?????

  2. Eu quero um aspirador Atômico!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: